Como fica a compra da casa própria com a nova linha de crédito imobiliário?

Como fica a compra da casa própria com a nova linha de crédito imobiliário?

A Caixa Econômica Federal lançou em agosto um novo modelo de financiamento atualizado pela inflação com a promessa de ser uma revolução no mercado de imóveis. Entretanto, a novidade ainda é vista com ressalvas por especialistas e compradores. 

Entenda como funciona:

• Modelo antigo

Os financiamentos são feitos por uma taxa fixa de juros estipulada pela estatal, que varia de 8,5% a 9,75% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR), estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), atualmente no patamar 0.

• O que mudou

Com a nova linha, a taxa fixa de juros diminui, variando entre 2,95% e 4,95% ao ano, e a TR sai da equação, dando lugar para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é a inflação.

Cabe ressaltar que a nova modalidade é facultativa, ou seja, você poderá escolher se quer ou não aderir ao formato.

• Fique atento

O novo modelo pode reduzir o custo do crédito imobiliário pela diminuição dos juros fixos e é uma boa opção para quem pretende quitar o imóvel em prazo curto, por volta de 10 anos. 

Contudo, analistas alertam que a natureza volátil do IPCA representa um risco para os empréstimos corrigidos pela inflação, pois, se o IPCA aumentar no período do contrato, o custo do financiamento também aumentará.

• Qual a melhor opção?

É preciso levar em conta a perspectiva de inflação futura no Brasil, a duração do contrato, perfil de investimento e de relacionamento com o banco, renda e muitos outros fatores. 

Por isso, compare e simule opções de créditos e converse com a equipe da Decisão para garantir o melhor negócio imobiliário. Estamos prontos para te atender e ajudar nesse processo.